Ao melhor estilo escandinavo

Depois de ter falhado o Brasil'2014, a seleção dinamarquesa está de regresso a um campeonato do mundo. Os comandados de Age Hareide querem deixar uma boa imagem em solo russo, depois do fim da era Morten Olsen e da ausência no Euro 2016.

O CALENDÁRIO

A seleção dinamarquesa estreia-se no grupo C frente ao Peru, a 16 de junho. No dia 21, defronta a Austrália e cinco dias depois mede forças com a congénere francesa.

Com o 12.º lugar no ranking FIFA, está atrás de dois dos adversários nesta fase de grupos: Peru (11.º) e França (7.º). Ainda assim, os escandinavos vão querer garantir uma vaga nos oitavos de final.

Ritzau Scanpix Denmark

O HISTÓRICO

A caminho da quinta presença em campeonatos do mundo, a seleção escandinava procura igualar ou quiçá ultrapassar a melhor prestação de sempre: a chegada aos quartos de final, em 1998.

Nessa célebre geração, que se sagrara, de forma histórica, campeã europeia seis anos antes, constavam nomes como os irmãos Brian e Michael Laudrup ou Peter Schmeichel.

No França'98, os dinamarqueses caíram aos pés do Brasil (2-3)

No França'98, os dinamarqueses caíram aos pés do Brasil (2-3)

AI Project

A FIGURA - CHRISTIAN ERIKSEN

Aos 26 anos, o médio do Tottenham destaca-se como a estrela da companhia na seleção dinamarquesa.

Ritzau Scanpix Denmark

Soma já 77 internacionalizações, com 21 golos, e deverá ser o esteio no meio-campo da equipa escandinava, fundamental na criação de oportunidades de golo e exímio na cobrança de livres diretos.

Clodagh Kilcoyne

Autor: André de Jesus