Sensação do Mundial 2014 quer voltar a surpreender

Apesar da seleção costarriquenha não figurar entre as mais experientes em campeonatos do mundo - vai para a quinta participação -, só falhou uma edição desde 2002 e, no Brasil'2014, conseguiu a melhor prestação de sempre.

O CALENDÁRIO

A Costa Rica estreia-se no grupo E diante da Sérvia, a 17 de junho. Mede depois forças com o Brasil, a 22 de junho, e joga cinco dias depois com a Suíça.

Apesar de, à partida, não ser uma das favoritas ao apuramento, também estava longe de o ser há quatro anos. Ainda assim, terminou em 1.º num grupo em que estavam também os ex-campeões mundiais Uruguai, Itália e Inglaterra.

Lee Smith

O HISTÓRICO

Como já referimos, a seleção costarriquenha alcançou em 2014 a melhor participação de sempre em Mundiais. Chegou aos quartos de final, onde caiu apenas no desempate por penáltis, frente à Holanda.

Sergio Moraes

Quatro anos depois, a base de jogadores difere pouco daquela que fez furor em solo brasileiro. O cenário de uma nova surpresa não está, por isso, descartado.

A FIGURA - KEYLOR NAVAS

O guarda-redes de 31 anos foi um dos principais rostos da campanha costarriquenha no Brasil. As exibições foram de tal nível que lhe valeram uma transferência para o Real Madrid onde, quatro anos depois, continua a ser o dono da baliza.

Eric Gaillard

A experiência adquirida na capital espanhola, onde conquistou duas Ligas dos Campeões e três Mundias de Clubes em três épocas, dão-lhe um estatuto particular que faz com que assuma um papel determinante nas aspirações costarriquenhas na Rússia.

Eloy Alonso

Autor: André de Jesus